Navegue
por categorias

Maratona de Buenos Aires: um circuito pelos principais pontos turísticos

Além do tango, vinho, boas carnes, entre outras atrações, a vizinha Buenos Aires, na Argentina, também tem uma das maratonas mais bacanas para os corredores que desejam combinar competição e viagem na América do Sul. Bem organizada, plana e com clima agradável, a Maratona de Buenos Aires inclui pontos turísticos como Puerto Madero, Teatro Colon, estádios do Boca Juniors e River Plate, Obeslico, Palermo, Casa do Governo, entre outros.

Brasileiros, como Fabiana Brandelize, estiveram entre os 11 mil inscritos da última edição da maratona, realizada em outubro de 2016.  A corredora, que é voluntária da ONG Pernas de Aluguel, conta sobre sua experiência na corrida. “A ideia surgiu durante uma conversa com minha mãe, que me incentivava permanecer no esporte e sugeriu a Maratona de Buenos Aires como um novo desafio”.

Fabiana encarou o desafio em homenagem a sua mãe, que faleceu antes da corrida acontecer. Ainda no Brasil, a atleta fez uma preparação específica para a prova, que começou três meses antes da largada. No fim de semana da competição, um dia antes da prova, foi em busca do kit de corrida e no caminho encontrou vários corredores com o mesmo objetivo, facilitando o encontro do local.

A ansiedade da noite anterior comprometeu o sono dela, mas não abalou a missão. “O percurso é lindo e plano com largada, e chegada, no bairro de Palermo, cruzando os mais famosos pontos turísticos”. Sobre a infraestrutura oferecida aos corredores, Fabiana conta que é completa: “não faltou nada. Tive água, isotônico, frutas. Foi tudo perfeito para aguentar até o final”. No trajeto, acompanhado pelo namorado e alcançado por outros brasileiros, que ajudavam uns aos outros, a corredora diminuiu o ritmo algumas vezes para reverter a dor, que chegou aos 32 km do circuito. “Durante a prova eu fiz planos, desfiz, ajudei uma brasileira que estava com câimbra, fui ajudada, chorei, ri até ver a placa de 40k, quando terminei a prova com o coração”, relembra.

Depois da maratona vencida, Buenos Aires abre ainda mais seus braços para os atletas com suas atrações, que podem ser aproveitas no tempo livre. “O jantar foi em um dos lugares mais conhecidos pelos espetáculos de tango. Foi maravilhoso!”, comemora a corredora, que recomenda aproveitar cada km da prova e os passeios por “Mi Buenos Aires querido”, como já dizia Carlos Gardel, o mais famoso cantor de tango do mundo.
 

Vai lá