Navegue
por categorias

Brasileiros que se destacam na motovelocidade internacional

Apaixonados por duas rodas fazem do motociclismo um esporte conhecido mundialmente. Na categoria motovelocidade, os campeonatos internacionais se destacam pelo número de pilotos, marcas patrocinadoras e fãs.

Os pilotos brasileiros têm participado de competições internacionais, já que a Confederação Brasileira de Motovelocidade (CBM) planeja voltar a realizar campeonatos nacionais a partir de 2018. Quem esclarece é Firmo Henrique Alves, presidente da entidade. “Temos pilotos participando até mesmo das categorias de base do Moto GP”, diz.

Sob os olhares de fãs de todas as idades, na maioria homens, atletas muito jovens praticam nas melhores pistas do mundo, que são identificadas pelo traçado, quantidade de público e logística.
 

De olho neles!

Segundo a CBM, atualmente, há três nomes fortes no Brasil que prometem trazer títulos para a categoria: Erick Granado, de 20 anos, Meikon Kawakami e Renzo Bianchesi, ambos de apenas 15 anos.

O primeiro já competiu no Mundial de Motovelocidade e se divide atualmente entre o campeonato Europeu de Moto2 e o SuperBike Brasil.

O segundo estreou no Red Bull MotoGP Rookies Cup e compete o Moto 3, do GP mundial de Motovelocidade.

Já o terceiro é filho de um piloto amador e começou nas minimotos aos 4 anos de idade. Hoje, compete mundial de WorldSBK. 

Ao longo do ano, diferentes países do mundo como Itália, Espanha, França, Estados Unidos, Brasil e Catar sediam etapas de diversos campeonatos de motovelocidade.