Navegue
por categorias

Lugares para curtir e explorar em São Paulo

Rafting, escalada, trilha de caminhada e bicicleta: tudo pertinho ou até mesmo sem sair da cidade
 

Em São Paulo há ótimos lugares para experimentar atividades diferentes perto de casa. Pensando nisso, convidamos Carla Rodrigues, diretora da Lazer na Mata para indicar programas de aventura e esportes para todos os gostos sem ter que ir muito longe. As dicas são para a cidade de São Paulo e seu entorno, mas servem de inspiração para programas diferentes em qualquer canto!

Segundo ela, as pessoas têm buscado cada vez mais atividades de superação e desafios pessoais. “Elas acabam encontrando esse sentimento em atividades de montanha, em que é exigido um condicionamento físico maior do que em outras atividades mais comuns, além de saber lidar com intempéries, paciência e persistência. A alternativa também é um incentivo para quem não gosta de academias. A escalada, por exemplo, além de fortalecer membros superiores e core [centro do corpo], auxilia a desenvolver raciocínio rápido e espírito de equipe. A mountain bike ou os pedais noturnos em grupo auxiliam no fortalecimento do grupo muscular dos membros inferiores e equilíbrio. Existem muitas outras atividades que podem ser praticadas para conseguir boa saúde, sem necessariamente ter de frequentar uma academia. Claro que sempre deve-se consultar um médico para diagnosticar quais atividades seu organismo está apto ou não a fazer”, explica a especialista em esportes radicais e de aventura.

Vai lá

Escalada:
Para quem tem interesse em iniciar ou se aperfeiçoar em atividades de escalada, a sugestão é conhecer a Casa de Pedra, que é um Ginásio de Escalada onde são ministrados cursos de escalada, tecido acrobático e slackline. São atendidos diversos públicos, desde crianças até adultos. É possível aderir a algum dos programas oferecidos ou apenas uma diária com ou sem equipamento incluso. Menores de 13 anos necessitam do acompanhamento dos pais. Diária de escaladas por R$ 65 com equipamentos e R$ 50 sem equipamentos. Rua Venâncio Aires, 31 - Vila Pompéia em São Paulo. Tel. 11-38796800.

A Academia 90 Graus é outro espaço que oferece escaladas e tem opção de diárias (R$ 38) com acompanhamento profissional. Também oferece aluguel de equipamentos. Avenida João Pedro Cardoso, 107 – Parque Jabaquara. Tel. 11 5034 8775.

Para as pessoas mais experientes, é possível treinar na Pedra Bela em Bragança Paulista (1h30 de carro da capital), onde o praticante pode levar seu próprio material, escolher sua via e começar a subir. São duas opções de locais para escalar: Pedra do Santuário e a Pedra Maria Antônia. É recomendável chegar bem cedo, por volta das 7h, pois costuma ficar lotado, por ser muito próximo da cidade de São Paulo.


Rafting:
Não é necessário ir para longe para conseguir vivenciar o rafting. Em Juquitiba (1h25 de São Paulo), a atividade pode ser feita com a empresa Canoar, que está há anos no mercado. Além dessa atividade, é possível também praticar arvorismo ou tirolesa. São atividades que podem ser feitas em um dia e com toda a família. Até seu pet pode participar! As restrições são: com o rio em sua normalidade é exigido a idade superior a 6 anos ou ter no mínimo 1,21 metros de altura. Quando o rio exceder seu volume de água, será exigido idade mínima de 8 anos ou ter pelo menos 1,40 de altura. Preços a partir de R$ 110 por pessoa para atividade de rafting. Tel. 11 2856 5777 ou 11 4682 1382 / 99934 2903.


Caminhada:
No Parque Estadual da Cantareira – Núcleo Pedra Grande, é possível fazer diversas caminhadas por trilhas e caminhos asfaltados. É preciso ir preparado, pois a trilha mais longa do parque, Trilha da Pedra Grande, possui muitas subidas, com total de 9,6 km de extensão. Essa trilha possui um mirante de onde se avista São Paulo. Existe a possibilidade de fazer piqueniques e levar as crianças nos parquinhos. O parque funciona aos finais de semana e feriados e é cobrada uma taxa de R$ 12,00 ou R$ 6,00 (meia) para entrar. Pode haver alguma variação no valor cobrado. O mais interessante é que é possível chegar de transporte público no parque. Há ônibus na estação de metrô da linha azul Parada Inglesa com destino ao Horto Florestal. O endereço é na Rua do Horto, 1799 - São Paulo.

Quem quer aproveitar o verão e se banhar em águas cristalinas de cachoeiras e riachos deve visitar Paranapiacaba e fazer uma de suas muitas trilhas na região. A recomendada é a Trilha do Poço Formoso que possui diversos poços para banho e o nível da caminhada é moderado. Existem outras trilhas de níveis leve, médio e difícil. Preço médio: R$ 45 por pessoa, crianças R$ 25. Partindo de São Paulo, é possível ir de trem até a cidade, da estação Brás com destino à Estação do Rio Grande da Serra – linha 10 – Turquesa. Chegando na estação Rio Grande da Serra, deve-se subir no ônibus Paranapiacaba – 424 e desembarcar apenas no ponto final que fica na Parte Alta da cidade. Contato: Associação de Guias de Paranapiacaba Tel. 11 96570 0553 / 99633 4062.


Trilha de Bicicleta:
O Parque Estadual de Juquery, localizado na em Franco da Rocha – região metropolitana de São Paulo - oferece uma trilha autoguiada de bicicleta com 14 km chamada de “Trilha Ovo da Pata” que é recomendada para pessoas já praticantes da modalidade. Apesar de serem poucos quilômetros, alguns trechos podem se tornar difíceis para transpor. O parque conta com uma boa infraestrutura, banheiros e vestiário, parquinho para as crianças, diversas trilhas pequenas e mirantes. O endereço é na Rua Miguel Segundo Lerussi, s/n – Parque Industrial. Tel. 11 4449 5545.

Outra oportunidade é explorar os recantos escondidos de São Paulo. Carla sugere, por exemplo, o Parque do Carmo: “trilhas de bicicleta, ciclovias, trilhas para caminhar, além de abrigar o Festival da Cerejeira que acontece anualmente”. Para fugir do tumultuo, o ideal é visitar o parque durante a semana ou logo cedo aos finais de semana. Outros lugares para conhecer são os Parque Ecológicodo Tietê e o Parque Ecológico do Guarapiranga.

*Antes de sair de casa, confirme as rotas de transporte público e preços oferecidos!