Navegue
por categorias

Kitesurfe: Tudo sobre esse esporte multitarefa

Kitesurfe: Tudo sobre esse esporte multitarefa

Comandar uma prancha e um velame ao mesmo tempo é o maior desafio encarado por atletas de kitesurfe. Se você curte um esporte multitarefas e adrenalina, este pode ser uma boa opção. A modalidade é bem difundida no mundo todo, principalmente em destinos com praias e lagos com ventos constantes. E nela, é preciso coordenar um velame, também chamado de pipa, e uma prancha para alternar manobras na água e no ar.

A palavra kitesurfe surgiu da junção de duas palavras inglesas: kite, que significa pipa, e surf, que significa navegar. Na prática, o atleta utiliza uma prancha fixada aos pés e uma pipa inflável (semelhante a um parapente) fixada ao seu torso. Em média, as manobras podem superar 60 Km/h e 150 metros de distância com permanência no ar por cerca de cinco segundos.

No Brasil existem escolas especializadas em te ajudar a dar os primeiros passos no esporte. “O curso é indispensável, porém, o kitesurfe é fácil de aprender em qualquer idade. Basta procurar um profissional adequado”, conta Alexandre Moraes, que já foi vice-campeão paulista de wakeboard e pratica kitesurfe há mais de 7 anos. Segundo ele, o Ceará é o maior destino do esporte no Brasil para iniciantes. “É um lugar ideal para aprender devido às lagoas sem ondas e aos ventos que encontramos praticamente todos os dias”, detalha. “A lagoa do Cauípe, em Cumbuco, é um dos melhores lugares para se praticar kitesurfe no mundo”, complementa Carlos Mário (Bebê), o maior atleta da modalidade hoje no país, que começou no esporte aos oito anos e atualmente é bicampeão mundial freestyle (2016 e 2017).

O kitesurfe se popularizou no Brasil em meados dos anos 90, quando praias do Ceará e Rio Grande do Norte passaram a receber praticantes estrangeiros. A primeira patente que se tem notícia foi registrada pelo holandês Gijsbertus Adrianus Panhuise em 1977, de um equipamento que inspirou o desenvolvimento da modalidade como é hoje. “Com três anos de idade já dá para começar a praticar. O equipamento muda de acordo com a pessoa”, comenta Bebê.

A lista de brasileiros que estão entre os melhores do mundo ainda conta com Bruna Kajiya, atual campeã mundial; Set Teixeira (número 3 no mundo); e Alex Neto (sexto no ranking mundial). A World Kiteboarding League (WKL) é a entidade responsável pela organização do esporte competitivo.

Já a prática amadora é iniciada em escolas e projetos sociais. A Abeta (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura) recomenda a procura por empresas que possuam Sistema de Gestão de Segurança certificada.

Onde praticar

Segundo dados do site Trip Advisor, a Praia do Preá, em Jericoacoara, é o principal destino de kitesurfe do Brasil. Ainda no Ceará, os mais experientes no esporte citam a região de Cumbuco, onde está a Lagoa do Cauípe, a cerca de 30 km da capital Fortaleza. O local é o favorito de Bruna Kajiya, três vezes campeã mundial no esporte, e também é a residência do bicampeão mundial Carlos Mário (Bebe).

Luiz Henrique Tapajós, outro multiatleta que se encantou pelo kitesurfe, cita os seguintes locais: Praia do Flamengo, na capital fluminese, Salvador (BA), Bom Jesus dos Pobres (BA), Coruripe (AL) e Ibiraquera (SC).

As opções pelo Brasil são realmente várias. Veja a lista:

Amapá

Alagoas

Bahia

Ceará

Maranhão

Paraíba

Pernambuco

Piauí

Rio de Janeiro

Roraima

Rio Grande do Sul

Rio Grande do Norte

Santa Catarina

São Paulo

Kitesurfe no mundo

Fora do Brasil a lista de locais com vento ideais para a prática do kitesurfe também é extensa. Uma dica é acompanhar a programação da Liga Mundial de Kiteboard, que organiza circuitos mundiais de competição. "Em Portugal, gosto da Praia do Guincho e da lagoa da Albufeira, que são muito bons no verão com ventos todos os dias”, revela Alexandre Moraes.

“Eu tive muita sorte no Egito. É um dos lugares mais lindos que já visitei. Sempre que fui pra lá competir me dei bem. O mar é raso. Incrível! Até aproveitei para mergulhar com golfinhos”, finaliza Carlos Mário, que volta a competir no circuito mundial em abril em busca do tricampeonato.

África do Sul

Austrália

Colômbia

Espanha

Egito

Espanha

Estados Unidos

França

Marrocos

Vietnã



Vai lá

Liga Mundial de Kiteboard: http://www.worldkiteboardingleague.com/

Associação Brasileira de Kitesurf: http://www.abk.com.br/escolas.php

Abeta: http://abeta.tur.br/pt/atividades/kitesurfe/

WAS: http://wasbrasil.com.br/modalidade/kitesurf

Organização Internacional de Kiteboard: https://www.ikointl.com/IKO-Kite-Schools-Centers?school_combine=Brazil


Foto: Crédito é da WKL

Abeta Worldadventures 4x4 Brasil A Janela Laranja AdventureMag Challenging your Dreams Coluna do Tursmo Diario do Turismo Extremos Gazeta Esportiva Guia Viajar Melhor GPM Hotelier News Isto é Isto é Dinheiro Macamp Nada Pedala e Corre Over Lander  Brasil Travejante Vagabundo Profissional Viajar é simples Viajando por Esporte Viva Saude Web Venture Fagga São Paulo Expo
Local do Evento
SÃO PAULO EXPO
Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5
São Paulo, Brasil
COMERCIAL
+55 11 5067-1717 | 1770
comercial@adventurefair.com.br
INFORMAÇÕES, DÚVIDAS E SAC:
FALE CONOSCO
+55 11 5067-1717
+55 11 5067-1770
Atendimento: 09h às 20h
contato@adventurefair.com.br
Dúvidas:
COMPRA DE INGRESSO
SAC: Clique aqui
+55 (11) 4003-2051

Trade e Convidados
CREDENCIAMENTO
+55 (11) 2129-6323
credenciamento@credenciamentoweb.com.br