Já garantiu seu ingresso para
Adventure Sports Fair 2017?
Não deixe para a última hora!

COMPRE AGORA X

Navegue
por categorias

A importância do monitoramento cardíaco para praticantes de esportes

Praticar esportes é uma das atitudes mais saudáveis na rotina de pessoas de todas as idades e níveis de condicionamento. Mas, além de calçar tênis, vestir roupa confortável e mexer o corpo, é recomendado passar por avaliação profissional regular para garantir treinos que só tragam benefícios à saúde. No dia a dia, o monitoramento cardíaco é mais um aliado nessa questão. Além de promover mais segurança para o coração, monitorar os batimentos cardíacos pode ajudar na evolução da prática esportiva e melhores resultados para os atletas amadores e profissionais.


Popular entre corredores, o monitoramento cardíaco é importante para qualquer pessoa que faça atividade física. “O treinamento com base em frequência cardíaca é uma maneira de monitorar intensidade e maximizar eficiência no esporte” conta Ilham Dias, da Garmin, fornecedora líder mundial de navegação por GPS e marca de smartwatches para esportes, que estará presente na Adventure Sports Fair deste ano.


Além da possibilidade de sobrecarregar o coração, o erro mais comum nos exercícios ocorre no cálculo das zonas cardíacas, o que compromete os resultados, inclusive a saúde. Portanto, especialistas recomendam que sejam respeitadas as diferentes “zonas de treinamento”, de acordo com o nível de atividade física e objetivo. “Podem ser evitados problemas cardiovasculares, como arritmias cardíacas. Além disso, é possível evitar a fadiga muscular e o desgaste físico do atleta”, acrescenta Ilham.


Ao definir a zona cardíaca do atleta fica muito fácil monitorar os batimentos com os relógios e monitores de atividades. “Cada zona indica um nível de esforço físico, dependendo dos objetivos do treinamento. Nos equipamentos Garmin, que medem a frequência cardíaca no pulso, é possível visualizar o gráfico da variação da frequência cardíaca nas últimas 4 horas e também durante a semana”, conta Ilham.


Além disso, através da análise da frequência cardíaca, é possível realizar medições fisiológicas, como VO2 Máximo, condição de desempenho e limiar de lactato, determinar o tempo necessário para recuperação, previsão do término de corrida e o impacto da atividade física no corpo. Medidos através dos smartwatches, esse detalhamento de dados é fundamental para atletas profissionais, garantindo o desempenho esportivo desejado com saúde, além de ajudar os atletas amadores a se manterem dentro dos níveis saudáveis de exercícios, de acordo com o limite de cada um.