Maranhão promove destinos de aventura na maior feira do setor na América Latina

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), está participando da Adventure Sports Fair, o maior evento da América Latina dedicado ao mercado de esportes e turismo de aventura, realizada em São Paulo até domingo. Além da equipe de promoção e marketing da Sectur, empresários do Pola da Chapada das Mesas e dos Lençois Maranhenses estão participando do evento.

Durante os cinco dias de feira, o Maranhão vai promove os parques nacionais do estado em um estande de 32m², onde será distribuído material promocional, além de contar com uma equipe de técnicos e empresários do turismo para atendimento ao público. Chapada das Mesas e Lençois Maranhenses são excelentes cartões postais para quem, além de lazer, busca aventura e esportes radicais, no Maranhão.

“O Maranhão é privilegiado e rico em paisagens que favorecem a prática de esportes radicais como o kitesurf, trekking e rapel, por exemplo. Essa feira reúne os mais importantes destinos da América do Sul e outros continentes, e dará grande visibilidade aos pólos turísticos maranhenses que atendem à proposta do evento. Isso favorece a efetivação de contatos comerciais e a realização de negócios com agentes de viagens nacionais e internacionais, aquecendo, então, o nosso turismo”, explica o secretário adjunto de Turismo da Sectur, Hugo Veiga.

Turismo de Aventura

Geografia privilegiada com chapadas, rios, cachoeiras, deserto e uma extensa costa litorânea faz do Maranhão um destino incomparável para quem procura aventura em cenários naturais, exclusivos e surpreendentes. Desde o trekking pelas dunas do Parque dos Lençóis Maranhenses, passando pela canyoning e rapel na Chapada das Mesas, a natureza parece desafiar a curiosidade daqueles que gostam de um pouco mais de adrenalina.

Realizada desde 1999, a feira Adventure Sports Fair se tornou referência no segmento por reunir as principais marcas, destinos, agências governamentais e Organizações Não Governamentais (ONGs) do setor. Para a edição de 2016, a Sectur vai ambientar o estande com paisagens paradisíacas dos Lençois Maranhenses e Chapada das Mesas.

Polo Chapada das Mesas

Práticas Verticais: Rapel, Canionismo e Tirolesa

Carolina

Santuário Ecológico de Pedra Caída

A 35 Km de Carolina, fica o santuário ecológico de Pedra Caída, um complexo que possui três quedas d’água, sendo que a principal delas despenca de uma altura de 46 metros. A emoção maior é caminhar no interior de um majestoso cânion para apreciar e mergulhar no poço que se forma lá embaixo. O local oferece possibilidades de praticar diversas atividades de aventura, desde as mais leves às mais pesadas, como passeios em veículos traçados, caminhadas, rapel e tirolesa, lembrando que a de Pedra Caída é uma das mais altas e longas do país, atingindo 1.200 metros de comprimento e cerca de 200 metros de altura.

No sudoeste do Maranhão, a Chapada das Mesas é sinônimo de aventura. A cidade de Carolina já foi palco de várias edições do Rally dos Sertões. Mas com suas cachoeiras, rios, trilhas e canions, a região oferece oportunidade para todo mundo se exercitar e entrar num harmonioso e emocionante contato com a natureza. As opções são diversas. Desde uma simples caminhada, passando por tirolesa e rapel. Mas a aventura maior mesmo é descobrir esse paraíso.

Trekking até Morro do Chapéu

O trekking até o Morro do Chapéu é uma subida de 365m em rocha arenítica e, portanto, exige preparo físico e habilidade dos praticantes. É o ponto mais alto da Chapada. Esse passeio é ainda mais interessante pelas lendas místicas que envolvem o Morro do Chapéu. Dizem que o Morro era o principal ponto dos ritos indígenas da região.

Polo Lençois Maranhenses

Barreirinhas e Santo Amaro do Maranhão

Trekking no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Atravessar o Parque Nacional dos Lençóis e enfrentar suas areias fofas, o sol e o calor, exige bastante preparo físico. Os percursos iniciam de madrugada para evitar a exposição ao sol mais intenso, que começa por volta das 10h. Os roteiros variam e podem durar de 2 a 5 dias, dependendo do trajeto percorrido, e incluem paradas nos povoados do parque.

Podem começar por Atins, parando em Baixa Grande. O percurso direto leva seis horas de caminhada. Daqui, seguir até Queimada dos Britos, em cerca de 3h de caminhada e de madrugada ou na manhã seguinte partir rumo a Santo Amaro.

Todo o trajeto de travessia, desde Atins, é feito entre dunas que podem chegar até 40 metros de altura com suas curvas insinuantes e lagoas de águas cristalinas, transparentes e tonalidades que variam do azul ao verde.

A aventura, em um cenário tão raro, acompanhada da vivência nestes povoados, é uma experiência inigualável.

Expedições Fotográficas nas dunas dos Pequenos Lençóis

Os Pequenos Lençóis correspondem a uma Área de Proteção Ambiental na zona de amortecimento do Parque Nacional. Entre os equipamentos imprescindíveis, quando se decide atravessar esse deserto, estão filmadoras e câmeras fotográficas. As paisagens são impressionantes e as imagens que serão captadas ali serão únicas.

Boia cross

Com águas cristalinas e cercado por buritizais, o Rio Formiga, localizado no povoado de Cardosa, próximo a Barreirinhas, é mais uma das atrações dos Lençóis.

Ideal para relaxar apenas tomando banho ou aproveitando para praticar o boia cross, uma descida divertida no rio lento, raso e cristalino. Dica de aventura leve, que garante uma hora de puro divertimento.